• (61) 3242-0402 ou 9831-9900

Queda de Cabelos

A maioria das “quedas de cabelo” deve-se ao ciclo natural do cabelo e perder 50 a 100 fios por dia é considerado normal. Entretanto, existem situações em que a queda de cabelo pode ser considerada anormal.

Causas excessivas de queda de cabelo

Eflúvio telógeno

A fase de queda normal do cabelo pode coincidir entre grande número de fios, em uma determinada época, dando a falsa impressão de queda patológica.  Esta condição é temporária e comum.

Uso inadequado de produtos cosméticos.

Podem levar a queda por uma hipersensibilidade ao produto, pelo uso muito frequente ou prolongado (por ex. deixar a tintura mais que o tempo recomendado).

Escovas e alisamentos não são recomendados.

Fator hereditário

Chamada de alopecia androgenética, é a causa mais comum de queda de cabelos em homens, mas pode ocorrer em mulheres.

Alopecia areata

É um tipo bem característico de queda, onde áreas bem definidas de queda têm cerca de 2 cm de diâmetro, a causas é desconhecida (stress pode estar implicado) e geralmente reverte-se espontaneamente.

Gripe, febre alta, infecções.

A queda de cabelo geralmente ocorre 3-4 semanas após.

Pós-parto e uso de anovulatórios orais (pílulas)

É comum que mais fios entrem na fase de queda no pós-parto ou após cessar a pílula e esta situação pode durar por 6 meses.

Cirurgia

É comum cair mais fios 1 a 3 meses após alguma cirurgia, como lipoaspiração.

Tireoideopatias

Algumas pessoas puxam fios de cabelo sem perceber. A situação é revertida se a pessoa parar com o mau hábito, caso contrário, ajuda psicológica pode ser necessária.

É necessária a ajuda do dermatologista para identificar qual é a causa da queda e assim indicar qual método ou qual combinação de método terapêutico é apropriada para cada caso.