• (61) 3242-0402 ou 9831-9900

Rosácea

Rosácea é uma doença que causa vermelhidão na pele. É mais comum em pessoas de pele clara. Ocorre um distúrbio nos pequenos vasos sanguíneos do rosto, chamados capilares, que “funcionam” mais do que deveria. Não se sabe ao certo porquê isso acontece, mas descendentes de europeus são mais propensos (principalmente italianos).

O que piora a Rosácea?

Exposição solar, exposição a temperaturas externas, muito frio ou muito calor, como à sauna ou durante a realização de exercícios físicos, ingestão de bebidas quentes, bebidas alcoólicas, certos medicamentos (alguns anti-hipertensivos), menopausa, stress, vivência de momentos constrangedores ou tensos. É importante que você se auto-observe para poder identificar quais fatores desencadeiam ou pioram a rosácea, no seu caso.

Como se trata?

  • Existem várias modalidades terapêuticas, que podem ser individualizadas.
  • O tratamento tópico consiste em géis ou cremes específicos.
  • Corticóides tende a produzir melhora rapidamente, em contrapartida, sua pele “acostuma” e requer doses mais altas ou mais potentes efeitos colaterais são comuns.
  • Eles só devem ser utilizados em poucas ocasiões ou por curto período de tempo, sempre sob supervisão da dermatologista.
  • Antibióticos orais podem ser necessários.
  • Isotretinoína é uma alternativa para casos mais graves.
  • Laser e luz intensa pulsada também melhoram muito a “vermelhidão”.
  • Não existe cura para rosácea, mas existe controle.

 

Evitar fatores desencadeantes é essencial, portanto evite:

– Exposição solar

– Temperaturas extremas (frio/calor)

– Exercícios físicos intensos

– Bebidas quentes e alcoólicas

– Comidas picantes

– Stress