• (61) 3242-0402, 3244-8565 ou 9831-9900

Fotorejuvenescimento

Luz pulsada no combate ao fotoenvelhecimento

O envelhecimento da pele atinge o corpo como um todo, mas se concentra em áreas onde a exposição solar foi mais intensa, como o rosto, dorso das mãos, colo. A pele pode ser tornar áspera, espessa, amarelada, inelástica (sem elasticidade), ressecada e apergaminhada. O rosto torna-se “fosco”, sem viço.

Aparecem as pigmentações tipo sardas, os poros se dilatam e surgem as rugas. No prescoço e colo, a pele se torna atrófica, pequenos vasos sanguíneos se delatam e as sardas também se tornam presentes. Nos braços e mãos, ocorrem as manchas senis, pérpuras (manchas roxas) surgem espontaneamente ou devido a pequenos traumas que podem provocar lesões cicatriciais esbranquiçadas.

A luz intensa pulsada usa uma tecnologia que emite luz, mas não é um laser. No entretanto, assim como nos aparelhos de laser, esta luz gera calor na pele, que atinge vários tipos de alvo: a melanina (sardas), os vasos sanguíneos (microvarizes da face e colo) e o colágeno (flacidez e rugas).

O tratamento tem 2 etapas: uma mais superficial, para combater as lesões superficiais, como as sardas e microvarizes. Posteriormente, se aprofunda, para estimular a produção de um novo colágeno, dando aspecto de uma pele mais limpa, viçosa e tonificada, com melhora das rugas.

O tratamento é feito em 4 a 6 sessões, uma em cada mês, é praticamente indolor, lembrando que a for é subjetiva e o paciente pode retornar às suas atividades no dia seguinte à sessão. É indicado para manchas no rosto resultantes de fotoexposição (manchas senis, sardas), para renovar o “viço” da pele, para pequenos vasos dilatados e manchas nas mãos.